Estava esperando,
Esperando que o tempo batesse a porta para assustar o coração...
Os olhos se fecharam lentamente, enquanto as imagens se formavam na sua mente,
uma palavra dita por um qualquer;
uma palavra não contestada de imediato eis o resultado,
Essa coisa que se chama sonho...
Abrir as portas para o que ficou interditado,
Subentendido,
Suprimido...

E entre tantas palavras que são guardadas diante dos olhos dele,
a que melhor nos definiria?
Indefinido.
Porque é o mesmo que imenso (sentimento),
Ilimitado (desejo),
Indeterminado e incerto (o tempo).

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

8 comentários:

david santos disse...

POR MUITO QUE CUSTE A MUITA “BOA” GENTE, NÃO VAMOS DEIXÁ-LO ESQUECER.

Esta semana venho incomodar todos os blogues brasileiros. E por quê? Porque não quero que esta data fique esquecida. Mas que data? Pois é, é mesmo isso! Este ano, de 2007 faz 160 “cento e sessenta anos”, que nasceu um grande vulto da poesia brasileira. Quem foi?
Faz também este ano, 2007, 136 “cento e trinta e seis anos” a data do seu falecimento.
Quem foi? A resposta deve ser dada por iniciais, nada de nome completo
Eu não devia ajudar nada, mas vou-vos dar um cheirinho: “Espumas Flutuantes”, Salvador da Bahia, 1870.

Quem souber, pode deixar a resposta no meu último poste.
Quem não souber, tenha a dignidade de perguntar no mesmo local. Pois aprender não enche barriga nem mata miolo.

David Santos

Marina disse...

heyyyyyyy

Obrigada pela visita!!!>..

q lindo este poema!!!

é seu??

BjOooo

ate mais

Anônimo disse...

Hello!
here I am
Saludos niña kekita!
sabes quien te escribe?
pista: os paralamas do succeso

Marina disse...

heyyyy Raqueeelll!!!
apareça, ok???

BjOooosssssss

Márcia(clarinha) disse...

Indefinidos sentimentos...creio mais no medo de assumi-los fazendo os sonhos virarem realidade.
lindos dias flor
beijos

Su disse...

Nossa, eu adoro esse tipo de poema... poemas simbólicos que falam dos nossos mais secretos e profundos desejos!!!

paulo vigu disse...

Ela esperava
o tempo bater, feito mulher esperando o seu homem do mar.Do esperar foi surgindo e tudo se deu ali mesmo na praia. Ser feliz é um espera um pouco, uns minutos. Imagens no tempo: the wave hello - the wave goodbye. Riodaqui aí/saudade/beijo meu/Paulo Vigu

Paulo Sempre disse...

Nunca digas: "desta água não beberei". Afinal o quotidiano nem sempre é "perfumado".

Obrigado pela visita.