::Antropofágica São Paulo::

Minha ida ao show no Parque da Independência ontem foi um exemplo claríssimo do que é São Paulo.
Entrei no ônibus 3:15hs, clássico temporal de verão para abrir o caminho e lavar a alma, muita gente e uma banda e bebida de graça dentro do ônibus... Parabéns coletivo, a nós, paulistanos e, não demorou muito tempo eu que tinha saído de casa sozinha já estava aproveitando pra tirar os atrasos...(hahahaha)
Pois é o que eu digo em São Paulo não tem ninguém sozinho, até quando nos sentimos só é um sentimento de solidão coletiva... isso é muito "FODA"!!!
O restante foi emoção indescritível: Nação Zumbi no talo sabe lá quantos milhares de paulistanos de alma e coração xingando o Bush de filho da puta e o Tom Zé com aquela graça toda dizendo que "esta é a educação que eu vou dar pros meninos lá em casa" (hahahaha) e por fim cantando e dançando loucamente ao som de Mutantes, resumo: FENOMENAL!!!


Sugestão para o próximo ano (ou para o 1° Maio): O RAPPA. (demoro!!!)

::OUTRO COMENTÁRIO::

Quem assistiu o DOC Brasil ontem???

— Muito Bom.
Abordava a cidade de São Paulo e sua relação com os imigrantes; foi interessante para a gente pensar que, seja como for ou apesar de todos os pesares, São Paulo é uma cidade muito receptiva e antropofágica, abre suas portas como uma mãe que é capaz de criar seus próprios filhos e adotar outros ainda, independente de origem, nação, raça, credo ou classe.
Como disse um dos depoentes, São Paulo é como um arquipélago como ilhas interligadas pelo fluxo populacional, é uma constante interação.
Eu tenho uma percepção de São Paulo completamente de caráter prático, por ser paulistana sim, mas também por ter esta paixão pela vida urbana, pela diversidade em seus mais variados exemplos de manifestação, quem tiver oportunidade um dia saí andando por São Paulo, vai no centro antigo, na zona leste (que eu acho fenomenal), vai lá perto de casa na Brasilândia, vai à zona sul... Vai de Ônibus, converse com as pessoas... É muito foda cara! Periga de você encontrar uns chatos, mas com certeza também vai encontrar muita gente interessante...
Como fala a letra da Nação Zumbi, "da lama ao caos do caso a lama" em todos os lugares acontecem coisas negativas, estejam relacionadas à violência ou a (infeliz) distinção socioeconômica de nosso país, mas é interessante pensarmos que a possibilidade de mudança existe, e vai ter uma hora que as coisas vão acontecer, ser positivo é tudo que temos na vida.
"Posso sair daqui pra me organizar, posso sair daqui pra desorganizar".
— Desorganizemos!
E, é o que temos para o momento, gozemos!

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Mudanças





Houvesse uma mudança no tempo e cada hora pudesse ser equivalente um dia, eu poderia sem nenhuma dificuldade chegar aqui a cada hora e vomitar meus pensamentos, como se fossem resultados de análises diárias.

Não sei bem se foram as férias, a viagem, o tempo livre ou as intempéries da vida, mas o vazio de outrora foi preenchido por palavras, palavras que insistem em correr atrás de mim forçando-me a trazer sempre a mão papel e caneta para anotar, para não esquecer, para não perder a dádiva que é a vida e saber escrever (sobre ela)...

Tristesse
(Milton Nascimento)

Como você pode pedir
Pra eu falar do nosso amor
Que foi tão forte e ainda o é, mas cada um se foi.

Quanta saudade brilha em mim,
Se cada sonho é teu.
Virou historia em sua vida,
Mas pra mim não morreu.

Lembra? Lembra? Lembra?
Cada instante que passou
De cada perigo, da audácia do temor.
Que sobrevivemos que cobrimos de emoção
Volto a pensar então.

Sinto, penso, espero fico tensa toda vez...
Que nos encontramos, nos olhamos sem viver.
Pára de fingir que não sou parte do seu mundo!
Volto a pensar em então...

Como você pode pedir(???)

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments