Existem dois tipos de pessoas as que passam pela vida e as que marcam as vidas...

Ser simplesmente você,
Isso é bom, encontrar pessoas verdadeiras...
Ser verdadeiro,
Entre o confuso teatro...
Porque quando você for embora,
Sempre vai ser lembrado...
Por que é único...
Saberão que não existem dois de ti.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Terminando a série de três...

A vida é uma comedia para aquele que pensa, uma tragédia para aquele que sente, e uma vitória para aquele que crê. ( Charles L. Wallis)

Tudo, tudo na vida é questão de crer que podemos ser... que podemos conquistar... que podemos amar...
que podemos, enfim, crer que somos potencialmente capazes de...
e, na verdade... crer... já é meio caminho andado, principalmente no mundo que vivemos hoje...
é essa esperança, essa crença e luta por um mundo melhor que move a vida...
por mais idiota e comum que isso possa parecer.
Fica minha pergunta, a vida é ou não uma vitória para o que crê?
Beijos a todos... e, não importa o que aconteça... creia... em Deus, em si, na vida...
Creia!!!

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Uma tragédia para o que sente,

Bom essa parte do pensamento, concordo com algumas restrições...
Porque às vezes, nós (na verdade, eu) que experimentamos esses sentimentos, temos o péssimo costume de transformar tudo em drama, eu pelo menos sou especialista em fazer isso...
Um extremo é sempre o ponto máximo... mas às vezes iniciamos os problemas por pontos extremos... depois vai diminuindo... diminuindo até perceber que era um problema pequenininho...
bem, hoje portanto queria dizer para esse alguém muito especial que...
bom, amor você tem tanta paciência comigo... que na verdade, sou bem confusa...(isso todo mundo que passa aqui sabe) mas que não sei... assim... viver sem sua ajuda tão especial ... que por conta desse carinho tão grande a vidinha desta que agora aqui escreve, não tem ponto final...
Mas sempre reticências...
Sim, antes que me esqueça... Boa Páscoa pra todos...
eu sou péssima para essas comemorações... mas ::kekko:: um amigo que sempre esta por aqui, tem um texto maravilhoso sobre Páscoa...
quem tiver um tempinho, passa por lá... Vale a pena!!! beijos a todos...

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

A vida é uma comédia para aquele que pensa....


Este, digamos que, pensamento me inspirou a fazer uma analise desta vidinha esquisita desta que vos escreve....
Eu, que sempre fui uma questão em pessoa nunca me convenci das verdades que os outros nos invocam a acreditar.... dizem, quem quer saber demais, nunca sabe nada.... verdade pura!!!
Sério, quanto mais você tenta entender, mais percebe que tem coisa errada... só que não dá pra entender ao certo se é em você ou nos outros....
Engraçado porque pensar... analisar as coisas os fatos e os acontecimentos nos faz perceber que isso aqui por vezes é mesmo um grande teatro...
E quem consegue lugar de destaque não é porque mentiu... porque enganou....
Mas simplesmente porque soube interpretar bem seu papel...
entende que isso é um papel...
que ali na frente a gente tem que assumir outros papeis...
e tudo é questão de saber interpretar bem seu papel...
Será que um dia eu aprendo???

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Lerê... lerê... lerê... lerê...lerê...

Cinco para as seis... você corre, corre mais do que nunca para adiantar seu trabalho... Achando que vai estar livre no dia seguinte... Pura ilusão...
Mas enquanto houver aí sonhos a serem alcançados,
Enquanto houver o desejo de viver bem... A gente continua...
Alias, hoje em dia não se pode nem um pouco reclamar de trabalho...
É que eu não quero ver o desemprego bater na minha porta, rsrsrs...
Enquanto a gente for útil, fazendo o que a gente gosta, mesmo que estejamos por vezes cansados, acho que vale a pena...
Sei lá, mas faz de conta que acredito genuinamente naquele dito que diz (veja só...):
O TRABALHO É O QUE DIGNIFICA O HOMEM!!!
Quem foi que inventou essa frase?!?

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Novo...

Um sorriso...
Como aquele de criança,
Uma lembrança...
Como a do dia em que pela primeira vez se viu uma borboleta,
Um desejo...
Como se inalcançável fosse...
Ocorreu tudo conforme seu esforço, mas a necessidade de novo, permanece...

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Espera

Já parou pra pensar quanto nós esperamos dos outros?
Esperamos reconhecimento, compreensão, bondade, respostas para as nossas dúvidas...
Na verdade, eu me pego muitas vezes esperando a ajuda alheia... como se sozinha não pudesse resolver algumas coisas, alguns problemas...
Hoje me dei conta (se bem que sempre soube) que nosso tempo é muito precioso pra ser perdido na espera... e no estresse que provem dela...
Que às vezes é preciso ouvir essa voz meio divina que vive lá dentro,
Entrar na roda gigante sozinha, olhar pra baixo e dizer: - Caramba, tudo isso me pertence!!!
Eu vou conquistar ou vou esperar alguém me dar uma opinião? Hã!!!
Sinceramente, às vezes também é preciso respirar fundo e soletrar em alto e bom som: F-O-D-A-S-E!!! Isso acalma... sério e, dá bom ânimo.
Porque, o mundo já ta aí faz muito tempo e, nosso tempo restante deve ser usado com vida, não com dúvidas, não com medo, não sentado na frente da televisão...
Tempo cedido com carinho e atenção aos amigos...
Com muito amor a família...
Tempo de viver... VIVER EM SI... e ser livre... LIVRE EM SI.
bom...façamos do tempo restante tempo util...

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Bem, levando em consideração que tudo é relativo, hoje queria publicar o texto de um amigo, que (em contra partida ao meu modo de ver as coisas) destaca a beleza do amor... de um casamento.
Bem eu achei a história linda... não sei se é mesmo história ou "estoria", mas de verdade, me fez pensar que nem tudo é tão ruim assim... Enfim, vamos ao texto, e quem tiver um tempo passa la no blog (que alias é muito bom!!!) do Tiago, que foi de onde eu tirei esse texto, o endereço é ::Psicologo Neurótico::

FORMAS
Ela o conheceu num café. Ela era muito espontânea e quando queria algo, ia atrás. Não era adepta de seguir as convenções. Ele era mais velho que ela alguns anos. Teve uma educação muito formal. E a achou muito impulsiva. Saíram por alguns meses, não sem antes ele a pedir em namoro com todo o decoro necessário. E ela achou aquela cerimônia toda muito engraçada. Se casaram dois anos depois de se conhecerem. Não por que ele não quisesse. Mas achava era o tempo mínimo necessário para duas pessoas se casarem. Qualquer casamento realizado antes de dois anos, estava fadado ao fracasso, segundo sua formação. Ela adorava o deixar sem graça com seus modos espalhafatosos e nem um pouco recatados. Gostava de sexo e ninguém poderia lhe recriminar por isso. Ele achava que sexo era para ser mantido em sigilo e feito às quartas e sábados. E mesmo as quartas e sábados, o sexo era cerimonioso. Ele não queria faltar com o respeito. Ela ficava frustrada. Mas o amava assim mesmo. Ficaram casados por quatro anos até que ela engravidasse pela primeira vez. E durante toda a sua gestação. Não a tocou. Tinha medo de lhe machucar ou ao bebê em seu ventre. Ela se arrumava mais e mais durante a gravidez. Flertava descaradamente com outros homens na esperança de que ele a notasse. Mas por mais que ele percebesse, foi incapaz de lhe dizer algum insulto. Em seu interior achava que ele não a amava mais. Achava que ele a traia com outras. E que seu corpo desfigurado pela gravidez não o atraia mais. Ele não a tocava, não se pronunciava sobre seus flertes...nada. Nada a fazia acreditar que ele ainda amava. Numa manhã decidiu largar tudo e ir morar com seus pais novamente. Acordou no hospital. Em uma curva, tinha perdido o controle do carro. Não havia morrido, por que um homem havia se doado para a salvar. Em sua cama, havia uma carta de seu marido. Nela, ele pediu desculpas por nunca ter demonstrado todo o amor que sentia, mas que ele a amava mais do que a vida...

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Da pra entender porque a gente sente estas coisa?

Ontem foi o casamento de uma amiga de infância, dessas que você não pode correr o risco de faltar senão vão dizer que você não considera tanto aquela pessoa, nem sua amizade...
O problema é que eu tenho umas coisas contra casamentos, é que, primeiro, não suporto o bla bla bla do padre...
Depois não entendo porque tanta coisa se você nem sabe mesmo se vai viver para o resto da vida com aquela pessoa, é uma suposição... a ser construída.
A mulher, pobrezinha geralmente vai ser quase que subjugada ao marido...
tá os homens diriam que não, mas e, na hora de escolher o canal da tv... de disputar no palito quem vai tomar banho primeiro de manhã... de sair para jantar... de ir visitar a família...
Geralmente, geralmente o homem acha que a mulher deve ceder uma vez, duas vezes, três vezes até que ele perceba que está errado e, aí depois de muita obediência (por parte da mulher), ele diz: - Tudo bem querida, hoje faremos a sua vontade.
Como quem diz boa menina vai ganhar um doce, e como quem faz um ato de extrema bondade...
Cética como eu sou, e levando em consideração os casais que vejo - única exceção são meus avós - fico pensando se o casamento é realmente uma instituição que ainda vale a pena nos dias de hoje?
Pra ser sincera, sincera do fundo da alma... eu acredito que não...
Talvez um dia mude de opinião, mas até esse dia chegar continuo cética e descrente com relação aos casamentos.
Sei existem os casos onde tudo da certo, ainda assim não me convencem de que seja algo fácil, por que são raridade.
Como se não bastasse o fato de não gostar, encontro por lá alguém de quem um dia gostei, mas gostei MUITO... e durante muitos, dos poucos, anos de minha vida. A sensação péssima de que o mundo poderia ser um pouco maior, de que poderia nos permitir não viver esses momentos, não lembrar de quanto tempo a gente perdeu querendo construir castelos de areia sobre o ar...
É porque me parece que, no fundo a gente ainda carrega essas esperanças de VIDA FELIZ ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE.
Em pleno século XXI é difícil acreditar em amores verdadeiros...
Ao som de "Black Eyed Peas - Where Is The Love"

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Um brinde a alegria....
Talvez a felicidade, porque a felicidade é algo mais passageiro, e mais real é algo que hoje te possui e amanhã te larga jogado ao "Deus dará".
Conseguir ser feliz por um dia inteiro é quase que um milagre...
Sempre, sempre tem que ter algo, alguma coisa ou alguém que te um faça "cair na realidade". Como já diria aquele ridículo do BBB n.(???): "Faiz parrrrte."
Mas enquanto houver pessoas pelas quais vale a pena ser feliz, (mesmo que por poucas horas...) continuemos... Porque os cães ladram... e, caravana passa, não pára!!!

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Na verdade fiquei pensando aqui no que escrever, porque afinal das contas, hoje é um dia realmente especial, dia INTERNACIONAL das MULHERES...
É uma data importante... sem sombra de duvidas.
Não sei que dizer é difícil falar sobre algo com o qual estamos completamente envolvidos é como no dia do seu aniversario tentar fazer um discurso sobre a sua própria pessoa...
confuso...
Então hoje eu queria lembrar daquelas mulheres nordestinas que tem um vigor e uma beleza inigualável, das mulheres de luta, que fazem o diabo para sustentar seus filhos, das mulheres negras guerreiras como sempre, das mulheres que atuam em favor do próximo envolvidas nos Movimentos sociais e no serviço social, das mulheres que não precisam de um único dia porque todos os dias são dias onde merecem receber os sinceros parabéns...
Porque mesmo sendo frágeis são fortes, porque mesmo sendo minoria são as maiores no que fazem, porque não se criou essa data por elas, mas elas fizeram a data...
A minha mãe, a minha vó...
a você que me lê e é mulher meus sinceros: - Parabéns!!!

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

...

Não existia nenhum motivo para ficar ali, parada... (no tempo)
Mas acontece que observar é algo extremamente curioso,
Flutuar por entre a multidão, que não te vê, mas finge as vezes que vê,
Esbarra-se nas pessoas e elas como se nada tivesse acontecido seguem andando, andando sem destino, sem parada, sem casa, sem lugar em si...
Ontem perguntei a ele se existiria um lugar onde seja possível parar...
Estar quieto por alguns minutos, pensando ou não... (se é que é possível.)
Ele sempre muito bom amigo me disse que o melhor lugar para fazer isso estava dentro do meu próprio eu...
Eu não sou um lugar seguro.
O outro não é um lugar seguro.
O seguro morreu de velho...
O velho se disfarça de novo...
E a vida, a vida segue... sem tempo, segue fascinando e revoltando...
Segue dualista como sempre...
Segue com esse símbolo que diz muito sem dizer nada...
Reticências: ...

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments